A vida divina do cristão

A VIDA DIVINA DO CRISTÃO – Antropologia sobrenatural

O texto íntegro desta palestra, dada inicialmente a seminaristas (Ibiúna, 17/12/2009), encontra-se no setor “Para Sacerdotes”.

I. Uma grande missão renovadora para os novos sacerdotes

«Então a lua vai brilhar como o sol, e o brilho do sol será sete vezes maior, brilho de sete dias, quando o Senhor enfaixar as quebraduras do seu povo, no dia em que curar as suas feridas» (Is 30,26)

1.1 Na virada do milênio, o Papa João Paulo II, na Carta Apostólica “Novo millennio ineunte“, rasgava um horizonte empolgante para a Igreja: «Sigamos em frente, com esperança! Diante da Igreja abre-se um novo milênio como um vasto oceano onde se aventurar com a ajuda de Cristo. O Filho de Deus, que se encarnou há dois mil anos por amor do homem, continua também hoje em ação: devemos possuir um olhar perspicaz para a contemplar [essa “ação” de Cristo], e sobretudo um coração grande para nos tornarmos instrumentos dela» (n. 58).

1.2 Corresponde sobretudo a nós, sacerdotes, participantes e herdeiros do múnus apostólico, a missão de ser, como diz São Paulo, «cooperadores de Deus» (1 Cor 3,9), bons cooperadores dos desígnios de Cristo para esse momento crucial da vida da Igreja e do mundo.